ELABORAÇÃO ONIRICA E INTERPRETAÇÃO DOS SONHOS

Para Freud, a linguagem ao invés de ser o lugar transparente da verdade, é o lugar do ocultamento. O que é falado está escondendo algo mais importante, e essa importância tende a aumentar conforme for a articulação entre a linguagem e o desejo. A psicanálise quer procurar exatamente a verdade do desejo que o discurso oculta, o desejo da infância com todas as interdições a que foi submetido. A única forma desse desejo aparecer é no sonho manifesto, de uma forma bastante distorcida, depois do ´´trabalho do sonho“ ou ´´elaboração onírica“, ou seja, a transformação do conteúdo latente em conteúdo manifesto após algumas deformações. O contrário, a busca do conteúdo latente através do sonho manifesto, visando decifrar o trabalho do sonho é chamada interpretação.

Para chegar a interpretação dos sonhos faz-se necessário um trajeto progressivo da elaboração onírica e observar os quatro mecanismos fundamentais do trabalho do sonho: Condensação, deslocamento, figuração e elaboração secundária, esta última como sendo um segundo momento da elaboração onírica.

Condensação: O conteúdo manifesto é menor do quer o conteúdo latente. O contrário nunca acontece. Pode ocorrer de diferentes formas. Com o ocultamento de alguns acontecimentos do sonho latente, permitindo alguns fragmentos do conteúdo latente no sonho manifesto ou combinando vários elementos do conteúdo latente num único elemento do conteúdo manifesto.

Deslocamento: Também é obra da censura dos sonhos. Substitui elementos do conteúdo latente por outros mais remotos que funcione em relação ao primeiro com uma simples alusão e acentua um acontecimento de menos importância, como forma de descentralizar o de importância.

Figuração: Seleção e transformação dos pensamentos do sonho em imagens, ou pensamentos.

Elaboração Secundária: Modificação do sonho, a fim de que ele seja mais coerente e compreensível, perdendo sua aparência de absurdidade.

————————————————————————————-

SOBREDETERMINAÇÃO: O sentido do sonho nunca se esgota numa única interpretação. Um mesmo conteúdo manifesto pode nos remeter a séries de pensamentos latentes.

SUPERINTERPRETAÇÃO: Uma segunda interpretação que se sobrepõe à primeira e que nos fornece um outro significado do sonho distinto do indicado na interpretação original.

About these ads

1 comentário

Arquivado em Disciplinas, Psicanálise

Uma resposta para “ELABORAÇÃO ONIRICA E INTERPRETAÇÃO DOS SONHOS

  1. valdomiro dos borgs junior

    Parabéns, concordo expressamente c/ as linhas, e planos de estudo seguidos e sugeridos! Como Salvar os cidadões das grandes Cidades de si mesmo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s