Arquivo da categoria: Matérias

Superação…

Estou meio ausente esses dias, muitos trabalhos, mas passei por aqui para deixar uma matéria que li na Revista Cláudia sobre mulheres que venceram a droga, a depressão, a prisão. Exemplos de superação! Aqui!

1 comentário

Arquivado em Matérias

Feliz “dia das crianças”

crianca

Aproveitando que hoje comemora-se o dia da criança (e o comércio está bombando por causa disso) segue link de uma matéria da revista Psique Ciência & Vida, sobre a importância do brincar no desenvolvimento cognitivo das crianças. Espero que gostem, e eu vou ficando por aqui, imaginando quantas alegrias e sofrimentos infantis teremos hoje por conta de um presente ou da ausência dele. Depois de semanas sendo alimentados pela mídia nesta expectativa, hoje é o dia das crianças tirarem a prova final. Para elas, desejo que seja um dia de alegrias, para os pais, desejo boa sorte, afinal esse é o mundo do capitalismo mesmo. =( 

Para quem se interessar sobre o tema “Criança e Consumo” eis o link de um site que tem como um dos seus propósitos despertar a consciência crítica da sociedade brasileira a respeito das práticas de consumo de produtos e serviços por crianças e adolescentes. =)

Google Imagens

Google Imagens

Deixe um comentário

Arquivado em Matérias, Meus Posts, Textos

Consumismo e Uso de Drogas

consumo conscienteEntendemos por consumismo o ato de comprar produtos sem consciência, e sem necessidade. Um problema contemporâneo já que todos os dias somos alvos fáceis da indústria do consumo que com a mídia e o marketing nos leva a pensar que seríamos pessoas diferentes se adquiríssemos determinado bem ou serviço. Vivemos numa sociedade consumista, onde sempre estamos insatisfeitos, em busca do corpo perfeito, da coleção nova da vitrine, do cabelo “da hora”, do jeans de determinada grife, do modelo novo do carro. E somos convencidos de que viveríamos mais felizes se consumíssemos tais produtos, já que o indivíduo sempre está em desvantagem em relação aos “super poderes” dos objetos ofertados, que além da felicidade, traz pertencimento e mobilidade social. O problema está em como adquirir tais produtos? Como manter essa ilusão de felicidade, já que ao adquirir um objeto, o desejo não é eliminado, é apenas transferido para outros objetos? O consumismo surge como meio de construção de identidades, em que quanto mais poder os objetos adquirem, mais o interior do indivíduo está esvaziado e exteriorizado, pois ele só se reconhece e se sente bem quando coberto por alguma marca.

Vivemos em um país com uma das piores distribuições de renda do mundo e com precárias condições de aquisição desses produtos.  Onde a identidade do povo é formada a partir de imposições e modelos culturais cultuado pela onipresença dos meios de comunicação de massa, e o sujeito é obrigado a contemplar e a consumir passivamente as imagens de tudo o que lhes falta em sua existência real que é pobre e fragmentária. Isso gera conseqüências ruins, porque o consumista é diferente do consumidor, que só compra o que é necessário, ele compra o que é supérfluo, muitas vezes movido por distúrbios psicológicos, sociais. O sujeito incapaz de trabalhar seus problemas e suas frustrações busca soluções que na realidade causarão mais um problema como o uso de drogas. Geralmente o primeiro contato feito com as drogas, é exatamente quando a pessoa está buscando sua identidade psicossocial. A medida que vai ficando dependente o sujeito passa a ver a droga como fundamental e esquecendo dos seus relacionamentos interpessoais. Da mesma forma que o consumidor, no caso, consumista, busca nos objetos uma forma de se manter sociável, e feliz, o usuário de drogas também busca um significado para a vida, no entanto a droga o impede de pensar nas suas frustrações já que encará-las pode ser também doloroso. No caso são usadas para bloquear esse sentimento, anestesiar, negar-se a si mesmo. Vale ressaltar que muitos casos de usuários de drogas, também começaram quando na verdade os seus desejos eram de consumir objetos, fora da sua realidade, como já comentado. E como alternativa passam a praticar atos ilícitos na intenção de conseguir esses objetos. Quanto as drogas legais como álcool, tabaco, também entram no mesmo viés do consumo, pois a mídia nos leva a pensar mais uma  vez que a felicidade se encontra no consumo desses produtos.

drogas

2 Comentários

Arquivado em Disciplinas, Matérias, Meus Posts, Social

Esquizofrenia

esquizofrenia

Saiu hoje, no jornal Diário do Nordeste, matéria sobre a inclusão de pacientes esquizofrênicos no mercado de trabalho. A esquizofrenia se caracteriza por uma desorganização no processo mental, na qual o esquizofrênico perde o sentido da realidade ficando incapaz de distinguir a experiência real da imaginária. Alucinações, delírios, alterações de comportamento são alguns sintomas da esquizofrenia. Geralmente, os primeiros sintomas aparecem antes dos quarenta anos de idade. A esquizofrenia é uma doença grave que está entre as dez maiores causas de invalidez, mas que, no entanto, com o diagnóstico de forma precoce e tratamento pode trazer qualidade de vida ao paciente. Um dos maiores desafios para os profissionais e familiares de portadores de esquizofrenia é fomentar a sua inserção social, principalmente no mercado de trabalho. A matéria apresenta também o trabalho desenvolvido pelo Hospital de Saúde Mental de Messejana com portadores de esquizofrenia e ressalta a importânica da família no diagnóstico e adesão ao tratamento de pessoas com esquizofrenia. Leia a matéria na íntegra aqui.

Para quem tiver interesse no assunto, achei um site na web dedicado a familiares e portadores. Entendendo a Esquizofrenia, para navegar, basta clicar aqui.

 


Deixe um comentário

Arquivado em Matérias, Meus Posts